Tradição e Luxo — Bolsa Chanel Clássica

Quando o assunto é luxo em forma de acessório, a bolsa Chanel Clássica é top of mind. Isso porque a Mademoiselle Coco Chanel foi responsável por lançar peças maravilhosas que se tornaram verdadeiras referências no universo fashion.

Conheça mais sobre os detalhes desse item que, mesmo com o passar dos anos, só eleva seu valor!

Bolsa Chanel clássica e atemporal

Engana-se quem pensa que consumir de forma consciente é comprar produtos baratos. Dois fatores que influenciam diretamente nesse estilo de vida é optar por materiais que tenham ótima qualidade e durabilidade. Nesses quesitos, a bolsa Chanel Clássica é conhecida por seu alto padrão.

O melhor de ter esse item no seu closet é que foi confeccionado com um design completamente atemporal, ou seja, poderá usá-lo por muitos anos, sem perder o estilo!

Detalhes que fazem a diferença

A clássica Chanel 2.55 foi desenhada na década de 1920, atualizada em 1955 e lançada em fevereiro do mesmo ano. A data foi a inspiração para o nome dessa bag, que tem uma variação de sete tamanhos e versões conhecidas como Flap e Reissue.

Chanel Classic Flap Bag

O couro lambskin é delicado e exige cuidados especiais para se manter intacto. É o mais caro, pois é considerado o melhor dentre as outras opções de referência — caviar, micro-granulado e patent.

As da linha Flap antes eram fabricadas com apenas uma dobra na aba superior, porém, os modelos mais atuais vem com duas. O fecho conta com o monograma CC e o couro tem aspecto mais liso. As da linha Ressue possuem fecho retangular sem o CC e o couro tem aspecto “amassado”.

A bolsa Chanel Clássica foi o primeiro modelo tiracolo do mundo e foi inspirada nas pastas dos carteiros do período da Segunda Guerra Mundial.

Gostou de saber mais sobre esta bela peça que pode ser considerada um investimento, já que tem seu valor em uma crescente constante? Confira também todos os produtos Chanel em nosso site!

FacebookTwitterGoogle+

Comentários